Loading...

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Grupos políticos // Violência marca reta final da campanha no interior

A reta final da campanha eleitoral está marcada pela violência no interior do Rio Grande do Norte. Até agora já foram pelo menos dez incidentes registrados, a maior parte em municípios de pequeno porte. Os atos são justificados pelos ânimos acirrados, normalmente entre dois grupos políticos rivais, os que estão no poder e os que fazem oposição, ou motivados por suspeitas de compra de voto. Na Justiça Eleitoral, por enquanto, não há registros formais de nenhuma ocorrência porque os crimes são investigados na Justiça comum. O Diário de Natal fez um levantamento e constatou notícias de incidentes em Mossoró, Santa Cruz, Touros, Francisco Dantas, Monte Alegre, Ceará-Mirim, Caiçara do Rio do Vento, Pau dos Ferros, Antônio Martins e Cruzeta. 

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) solicitou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o reforço de tropas federais para garantir a segurança da população em 119 municípios potiguares. Mas o pedido ainda não foi julgado. Proporcionalmente, o RN é o estado brasileiro que mais pediu reforços, o que fez com que fossem solicitadas vistas ao pedido pela ministra Carmem Lúcia. Porém, nenhum dos incidentes está sendo investigado pela Corte Eleitoral porque normalmente se enquadram como crimes da Justiça comum. (Sérgio Henrique) 

DN

Prisão de eleitores está suspensa até próxima terça

A prisão ou detenção de eleitores está proibida a partir de hoje (2) até a próxima terça-feira (9). No entanto, há exceções em casos de  flagrante delito ou sentença criminal condenatória por crime inafiançável e desrespeito a salvo-conduto. A norma está na legislação eleitoral e vigora a cinco dias das eleições municipais, quando cerca de 140 milhões de pessoas deverão ir às urnas para escolher candidatos a prefeito e vereador.  

A quinta-feira (4) é o limite para os candidatos fazerem campanhas de rua e comícios. Também a partir dessa data os juízes eleitorais poderão expedir salvo-conduto em favor de eleitor ameaçado de violência moral ou física que ponha em risco sua liberdade de votar.

A quinta também é o último dia para a veiculação da propaganda eleitoral gratuita nas emissoras de  rádio e televisão, assim como reuniões públicas, a realização de comícios e a utilização de aparelhagem de sonorização.

Na sexta-feira (5), dois dias antes das eleições, os candidatos terão o último momento para divulgação paga, na imprensa escrita e na internet, do jornal de propaganda eleitoral. No sábado (6), véspera da votação, termina o prazo para o eleitor receber a segunda via do título e também é a última oportunidade de fazer propaganda eleitoral usando alto-falantes e amplificadores de som.

As votações, no dia 7, ocorrem das 8h às 17h. Nesse dia, os eleitores podem manifestar publicamente suas preferências, usando camisas, bonés e adereços dos candidatos, mas é proibido fazer propaganda eleitoral com grupos de pessoas e carros de som. A partir do fechamento das urnas, haverá a emissão dos boletins, o início da apuração e da totalização dos resultados.

TRIBUNA DO NORTE

Quarta pesquisa Certus/Tribuna sinaliza segundo turno para prefeito em Natal

Os números da mais nova rodada da pesquisa Certus/TRIBUNA DO NORTE mostram que o ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT) perdeu a vantagem que tinha em relação às intenções de voto dos adversários. Carlos Eduardo está com 40,16%, ante 44,75% da sondagem anterior, divulgada no dia 16 de setembro. O deputado Hermano Morais (PMDB) tem 19,49%. Antes, estava com 16,88%. O candidato do PT, deputado Fernando Mineiro, chega a 13,26%. O petista estava com 7,65%. Na pesquisa divulgada hoje, Rogério Marinho (PSDB) aparece com 8,38%, ante os 7,38% que tinha anteriormente. O professor Rogério Paulino agora está com 2,05% e Roberto Lopes, com 0,19%. Ainda responderam nenhum 10,82% e "não sabe, 5,56%. Essas números são da sondagem estimulada, aquela na qual os pesquisados apresentam a lista dos candidatos aos entrevistados. 

Agora, a soma dos adversários de Carlos Eduardo é de 43,37%, 3,21 pontos a mais do que o primeiro colocado, o que projeta a realização de segundo turno. A margem de erro é de três pontos  para mais ou para menos. Para essa pesquisa, foram aplicadas 1.026 entrevistas, entre os dias 29 e 30 de Setembro de 2012. O registro da pesquisa na Justiça Eleitoral tem o número nº RN-00180/2012.

Os números completos da pesquisa estarão amanhã na edição impressa da TRIBUNA DO NORTE.

TRIBUNA DO NORTE