Loading...

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Que bom hoje eu sou a vítima.

Fui assaltado.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Os 10 países onde MAIS se trabalhou em um ano para pagar impostos em 2011

 1. Brasil: 2.600 horas ( é mais que o dobro do 2º colocado! )

> 2. Bolívia: 1.080 horas

> 3. Vietnã: 941 horas

> 4. Nigéria: 938 horas

> 5. Venezuela: 864 horas

> 6. Bielorrússia: 798 horas

> 7. Chade: 732 horas

> 8. Mauritânia: 696 horas

> 9. Senegal: 666 horas

10. Ucrânia: 657 horas 

Fonte: Banco Mundial (Doing Business 2011)

terça-feira, 7 de maio de 2013

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Impostos pagos desde o início do ano já somam R$ 600 bilhões



Impostômetro da ACSP alcançou a marca nesta segunda-feira (6). Valor foi atingido com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado.
O valor pago pelos brasileiros em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta segunda-feira (6), por volta das 6h, os R$ 600 bilhões, segundo o "Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida com 16 dias de antecipação em relação ao ano passado. Segundo a associação, em 2012, esse valor só foi alcançado no dia 22 de maio.
O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e foi inaugurado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internetna página do Impostômetro . Na ferramenta é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Estudo divulgado em abril pelo IBPT mostra que entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população. Esta foi a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.
O Brasil permaneceu na 30ª posição do ranking porque terminou 2011 com carga tributária de 36,02% do PIB, e ocupa apenas a posição de número 85 no IDH.
Fonte: G1

Roberto Azevêdo derrota mexicano e é o novo diretor-geral da OMC

  
O brasileiro Roberto Azevêdo, 55, foi eleito nesta terça-feira (7) como diretor-geral da OMC (Organização Mundial do Comércio). É a primeira vez em que um latino-americano, representante de um país em desenvolvimento, é eleito para um mandato completo de quatro anos.
Na última fase da disputa, Azevêdo derrotou o mexicano Herminio Blanco, 62, e trouxe ao Brasil uma de suas maiores vitórias diplomáticas. A decisão foi tomada em Genebra com a participação dos 159 países que integram a entidade.
Representante permanente do Brasil na OMC desde 2008, Azevedo conta com reputação de hábil negociador. Ele foi chefe de delegação em litígios importantes vencidos pelo Brasil na OMC, como nos casos dos subsídios ao algodão contra os EUA e ao açúcar contra a União Europeia (UE).
Participou de quase todas as conferências ministeriais desde o lançamento, em 2001, das negociações de Doha sobre a liberalização do comércio mundial. Mesmo respeitado em círculos diplomáticos por sua capacidade de construir consenso, Azevêdo foi criticado por seus esforços para levar a OMC a discutir o impacto de flutuações cambiais sobre o comércio.
DILMA
A presidente Dilma Rousseff e o Itamaraty fizeram campanha intensa pelo brasileiro desde dezembro de 2012. O chanceler Antonio Patriota já recebeu a notícia da vitória.
O placar da votação ainda não foi divulgado. Na segunda-feira (6), a União Europeia decidiu votar em bloco a favor do México, e com isso o Brasil contabilizou ter perdido cerca de 12 votos. Mesmo assim, conforme fontes diplomáticas, os votos mostram que o brasileiro conta com uma grande margem de representatividade.
O resultado será anunciado oficialmente na quarta-feira (8) e a nomeação de Azevêdo será oficializada no dia 14, durante reunião do Conselho Geral da OMC. Ao todo, nove candidatos concorreram à sucessão do francês Pascal Lamy, dono do cargo há oito anos. Azevêdo assume o posto em setembro.
Nesta terça, os três embaixadores que integram a comissão de seleção do novo diretor-geral se reuniram com as delegações do Brasil e do México para antecipar o resultado da disputa.
HISTÓRICO
O diplomata começou a carreira no Itamaraty em 1984 e foi o principal assessor econômico do então chanceler Luiz Felipe Lampreia de 1995 a 1997. Participou, em 2001, da criação da Coordenação-Geral de Contenciosos do Itamaraty, que dirigiu por quatro anos.
Em 2005, ele se tornou o chefe do departamento econômico do ministério e, de 2006 a 2008, foi subsecretário geral de assuntos econômicos. Foi em 2009, quando já estava à frente da representação na OMC, que o órgão autorizou o Brasil a retaliar os EUA pelos subsídios ao algodão.
O Brasil ganhou papel predominante na OMC a partir de 2003, durante o governo Lula (2003-2010), e se tornou um dos maiores negociadores junto da UE, do Japão, da China, da Índia, dos EUA e da Austrália.
O país defende um enfoque gradual para derrubar barreiras comerciais e um grande papel para o governo na regulação do comércio, o que já provocou queixas de países ricos, como os EUA e o Japão, e de companheiros emergentes, como a China e a Coreia do Sul.
LIBERAÇAO
Criada em 1995, a OMC (Organização Mundial do Comércio) tem como objetivo a abertura dos mercados comerciais e remover barreiras, tais como os subsídios, tarifas aduaneiras e outras políticas consideradas excessivas, a fim de dar um novo impulso à economia global.
O objetivo declarado da Rodada de Doha, que foi criada em uma cúpula no Qatar em 2001, era desenvolver o comércio para beneficiar os países mais pobres. Mas os 159 países-membros da organização têm...

TRE finaliza processo de revisão biométrica em Almino Afonso, Pau dos Ferros e São Tomé


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte está finalizando o trabalho de revisão biométrica nos municípios de Almino Afonso, Pau dos Ferros e São Tomé. O sistema do TRE constatou comparecimento de 83,33% em Almino Afonso, 76,55% em Pau dos Ferros e 87,24% em São Tomé.
O trabalho em Governador Dix-Sept Rosado se estenderá até a próxima sexta-feira, às 16h, prazo que terá o eleitor para comparecer e fazer o recadastramento.
Tribuna

Polícia registra quase 24 roubos diários em Natal

Vinícius MennaRafael Barbosa Leandro Cunha - repórter

Dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do RN (Sesed) apontam que a Polícia já registra entre janeiro e abril de 2013 uma média de um roubo por hora em Natal, ou seja, cerca de 24 assaltos diários. Ao todo, foram contabilizadas 2.846 ocorrências deste tipo. Nesse período, entre os cinco bairros que aparecem com maior número de ocorrências, os que têm mais roubos são: Nossa Senhora da Apresentação, com 256; Lagoa Nova, com 253; Felipe Camarão, com 195; Ponta Negra, com 184; e Potengi, com 156.
Magnus NascimentoN. Sra. da Apresentação é o bairro onde se registra mais roubosN. Sra. da Apresentação é o bairro onde se registra mais roubos

Conforme o Código Penal, no Art. 157, roubo é subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência.

Com base em relatório sobre o bairro disponibilizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb),  a população estimada de Nossa Senhora da Apresentação, bairro mais afetado por roubos, era de 83.731 até 2012. Para garantir a segurança desse público, a PM dispõe atualmente de cerca de 30 homens por turno, segundo o major Manoel Kennedy do Nascimento, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar. Ao todo, são 92 homens que se revezam em escalas para atender à população.

Os dados da Semurb mostram também que Nossa Senhora da Apresentação possui uma área territorial de cerca de mil hectares. Para cobrir esse perímetro, diz o major Kennedy, a PM utiliza sete viaturas, sendo que uma delas é dividida com o patrulhamento em Igapó.

“Temos três bases, cada uma com dois policiais militares que atendem à população 24 horas por dia e, em atuação integrada, um policial civil, que cumpre expediente de 7h às 12h ou de 13 às 17h”, diz major Kennedy.

Assaltos

A Avenida Boa Sorte é uma das principais portas de entrada do bairro Nossa Senhora da Apresentação, no local onde a via encontra a Avenida das Fronteiras. Nessa esquina, duas farmácias tem sido alvo frequente de assaltos.

Uma delas é a Drogaria Nobre, que só neste ano já enfrentou dez roubos. Recentemente, num intervalo de seis dias, o estabelecimento foi assaltado duas vezes. Os ataques dos bandidos ocorreram num sábado, dia 27 de abril, e na última sexta-feira, 3 de maio, demarcando um intervalo de menos de uma semana entre um roubo e outro.

“Eles sempre vêm depois das cinco da tarde e tem um que sempre aparece, mudando os parceiros. Quando eles chegam, as meninas do caixa já sabem o que é e dizem que podem levar o que quiserem. Eles nem anunciam mais os assaltos”, conta o entregador da farmácia, Edilson da Silva.

Segundo os funcionários da drogaria, os policiais sempre atendem ao chamado, chegando ao local cerca de dez minutos depois do crime. Contudo, diz um deles, as diligências da PM nunca resultam em captura dos acusados e na devolução dos bens subtraídos. O balconista da Drogaria Dias, Gilvan Francisco da Silva, relata que os assaltos às farmácias na avenida Boa Sorte são comuns. “Eles têm preferência por visitar farmácias aqui. Nesse ano, não tivemos assaltos, mas em 2012 foram três vezes. Nosso prejuízo foi de quase R$ 1 mil no ano passado”, diz.

Tribuna